quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Turismo do Saber contempla Escola Kátia Assunção

O Projeto Turismo do Saber na Escola realizou mais uma edição na manhã desta quarta-feira (16). Desta vez, foram os alunos do 6º ano da Escola Municipal Kátia Pimentel Assunção, no Jacintinho, a desfrutarem de uma jornada de lazer e conhecimento. A proposta da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), idealizadora do projeto, é despertar o interesse de crianças e adolescentes para o potencial turístico de Maceió, por meio de visitas guiadas, palestras e atividades educativas.

O itinerário começou bem cedo, com ponto de partida nas estátuas de Aurélio Buarque de Holanda e Graciliano Ramos, ambas na orla de Ponta Verde. Lá, os jovens tiveram uma verdadeira aula de campo e conheceram um pouco mais sobre a história desses célebres alagoanos. Em seguida, seguiram viagem para os tradicionais bairros do Jaraguá e Pontal da Barra. O passeio culminou no Sesc Guaxuma, com atividades lúdicas, recreação e concurso de frases alusivas ao turismo em Maceió.
“É um prazer ser contemplado por um projeto tão importante, que engloba várias disciplinas, de forma prática, divertida e lúdica. Isso enriquece o conhecimento e nos devolve a sensação de pertencimento à cidade em que vivemos”, comenta a coordenadora pedagógica da Kátia Pimentel, Josivânia Lessa.
O projeto
A escola é uma das 15 contempladas pela edição 2017 do projeto, que conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed), que fica responsável pelo apoio logístico e pedagógico. Além da Semed, o projeto também conta com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds), da Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), do Senac, da Luck Receptivo e do Sesc.
Em 2016, 450 crianças e adolescentes participaram do Turismo do Saber. Este ano, serão contemplados 825, ou seja, um aumento de 45% em relação ao ano anterior. O aumento ocorreu porque o projeto passou a ser desenvolvido em duas modalidades: Turismo do Saber na Escola, para alunos e professores do 6º ano de escolas municipais, e o Turismo do Saber Social, que beneficia adolescentes de 14 a 18 anos incompletos atendidos por casas de passagem e serviços de convivência.
As ações do Turismo do Saber na Escola começaram dia 4 de abril e se estendem até 22 de novembro.
Thiago Guimarães (Estagiário) Ascom Semed

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Gestores assinam termo do projeto de Autoavaliação Escolar


Durante solenidade de assinatura do termo de compromisso do Projeto de Autoavaliação Escolar, ocorrida nesta terça-feira (15), no auditório da Semed, a secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, classificou a iniciativa como um grande desafio para a rede. Inicialmente, o projeto será desenvolvido em caráter experimental nas escolas municipais Selma Bandeira, Monsenhor Antônio Assunção e Luiz Pedro IV, sob a coordenação do setor de Avaliação Escolar.
O documento de reconhecimento foi assinado pelos diretores das unidades envolvidas, a secretária Ana Dayse e a coordenadora-geral do Projeto Semed/Pnud, Rita Ippolito, que fará o acompanhamento de todas as etapas do processo. A ideia consiste em traçar um diagnóstico detalhado de cada uma das escolas – a partir de dados coletados e documentados por suas equipes gestoras –, a fim de identificar aspectos que poderão ser melhorados.
Na concepção da titular da Semed, a iniciativa será uma oportunidade para que as escolas se conheçam melhor. “A autoavaliação servirá para acompanhar o desempenho dos alunos e saber, também, o que a comunidade está achando da escola. Tenho certeza de que será uma experiência nova e muito positiva, pois cada escola construirá seu próprio modelo de autoavaliação. Será mais um ano de desafios, mas também de muitas conquistas”, enfatiza Ana Dayse.
O projeto conta com a consultoria do professor português Paulo Marinho, que, em parceria com a equipe do Pnud, buscou referências na cidade do Porto, em Portugal. Através da experiência de autoavaliação escolar, a cidade portuguesa conseguiu melhorar a qualidade do ensino. Em síntese, espera-se que as três escolas da rede percebam pontos que possam interferir no desenvolvimento escolar dos estudantes e, partir daí, promovam as ações necessárias para reverter essa realidade.
A coordenadora-geral do projeto Semed/Pnud, Rita Ippolito, compartilha da mesma opinião da gestora da Semed. Ela acrescenta que o projeto de autoavaliação das escolas está em conformidade com os conceitos do objetivo 4 do Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (Pnud), que visa uma educação com qualidade, equidade e inclusão.
“A rede não pretende intervir nas decisões das escolas, mas propor um projeto amplo, amadurecido, baseado em uma gestão participativa com pais, alunos e comunidade, mas sobretudo oferecer todo o suporte necessário para que ele possa ser realizado com sucesso”, complementa.
De acordo com dados da pasta, a rede conta com 56371 estudantes, distribuídos em 138 unidades escolares. Ainda de acordo com a gestão da Semed, a expectativa é repercutir esse trabalho para as demais escolas da capital.
Thiago Guimarães (Estagiário) Ascom Semed

Prefeitura homologa resultado de concurso


O Diário Oficial do Município (DOM) trouxe nesta terça-feira (15) edição suplementar, na qual o prefeito Rui Palmeira homologa o concurso público realizado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio dos editais 01 e 03/2017, publicados no dia 20 de janeiro deste ano. Os certames foram convocados para o preenchimento de vagas para diversos cargos de níveis fundamental e superior. A homologação do concurso obedece a um dos critérios estabelecidos nos editais.
A homologação representa o início da contagem do prazo para a validade do concurso, de dois anos, renováveis por igual período. A secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, confirmou que, a partir de agora, começa o planejamento para iniciar o chamamento dos aprovados, de acordo com as necessidades da rede. “Faremos um cronograma e um calendário de chamamento e a lotação nos locais em que haja necessidade, mesmo nesse momento, em que o município enfrenta uma dificuldade orçamentária grande”, disse. Ela ressalta que o concurso foi motivado pela expansão da rede e o número de aposentados, o que provoca a carência de vagas nas escolas da rede pública de ensino da capital.
O concurso da Semed contempla vagas para os cargos de Auxiliar/Merendeira(o), de nível fundamental; além de Bibliotecário, Professor II/Artes Cênicas, Professor II/Espanhol, Professor II/Geografia, Professor II/História, Professor II/Inglês, Professor II/Instrutor de Língua Brasileira de Sinais (Libras) – 6º ao 9º ano, Professor II/Língua Portuguesa, Professor II/Matemática, Professor II/Música, Técnico/Administrador, Técnico/Assistente Social e Técnico/Contador, todos com nível superior.
Delane Barros / Ascom Semed

Oficina prepara Escola Silvestre Péricles para primeira FliPontal

Os preparativos para a Festa Literária de Maceió, a FliPontal, em alusão ao bairro Pontal da Barra, que sediará o evento,  entre os dias 30 de agosto e 2 de setembro, estão a todo vapor. Na Escola Municipal Silvestre Péricles, alunos e professores ensaiam para as apresentações que abrilhantarão ainda mais a festa literária.
Nesta terça-feira (15),  o grupo teatral TrupEduque, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), ministrou oficinas de expressão corporal e vocal para alunos e professores, a fim de trabalhar dicção, projeção, pronúncia e entonação de poemas e poesias na perspectiva de melhor prepará-los para recitais durante a festa literária.
O formador Joesile Cordeiro explica como acontecem as formações com os alunos. “Através dos poemas de autores que serão homenageados na FliPontal, inserimos dinâmicas e jogos teatrais para que eles tenham uma melhor fluência na apresentação, além da desinibição corpórea”, defendeu.
“Já com os professores, além de realizar as dinâmicas, nós os instruímos com observações sobre como acompanhar o desenvolvimento dos alunos utilizando essas metodologias que passamos aqui e como tornar a experiência didática e divertida”, esclareceu a formadora Rayane Goes.
A aluna Cassiane Oliveira fala sobre o que aprendeu na oficina. “Aprendemos várias formas de nos expressar com o corpo e com a voz, como ler uma palavra com um tom triste ou alegre”, mencionou a aluna do 6º ano. “Fizemos vários exercícios com a boca para a voz sair mais forte e também para melhorar nossos movimentos e postura na hora de recitar o poema”, completou João Pedro, aluno do 8º ano.
“O Pontal já é um lugar poético e nossa oficina veio como um incetivo para que os alunos e professores aprendam a explorar esse lugar. Conseguimos despertar a curiosidade e o desejo de conversar, sentir e compartilhar esse lugar com as pessoas que virão para a FliPontal”, relatou Joesile Cordeiro.
Amanda Bezerra (estagiária) / Ascom Semed

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

MEC oferece bolsas em Maceió para programa de alfabetização


O Ministério da Educação (MEC) está oferecendo 68 vagas temporárias para bolsistas do Programa Brasil Alfabetizado (PBA). Os selecionados atuarão em escolas da Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed). As inscrições devem ser realizadas na quarta (17) e quinta-feiras (18) e os participantes vão concorrer a bolsas de até R$ 800,00. O edital da chamada pública foi divulgado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira (14).
Para concorrer às 56 vagas de alfabetizadores, os participantes devem ter, no mínimo, 18 anos e ter concluído o Ensino Médio. Já para as 11 vagas de alfabetizadores-coordenadores de turmas e uma de tradutor-intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), é preciso que os candidatos tenham uma formação específica, como consta no edital. Após a seleção, os classificados vão exercer as funções durante oito meses, com carga horária de 10 horas semanais, de segunda a quinta-feira.
As inscrições serão realizadas no período de 17 a 18 de agosto, das 9h às 12h e das 14h às 17h, na Coordenação Geral de Educação de Jovens, Adultos e Idosos (CGEEJAI) da Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed), na Avenida Fernandes Lima, nº 204-236, no bairro do Farol.
A classificação será feita pela soma de pontuação nos requisitos atribuídos ao currículo do participante. A divulgação dos selecionados está prevista para o dia 12 de setembro.
Acesse aqui o Diário Oficial desta segunda-feira (14) e tenha acesso a outras informações sobre o processo seletivo a partir da página 06.
 
Secom Maceió


Educação e Pnud assinam termo de projeto de autoavaliação


O termo de compromisso do Projeto de Autoavaliação das Escolas de Ensino Básico da rede municipal de ensino de Maceió será assinado nesta terça-feira (15). A reunião acontece no auditório Paulo Freire, às 9h, na sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A iniciativa conta com a parceria do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), que fará o acompanhamento junto com o setor de Avaliação Escolar para que as escolas desenvolvam mecanismos facilitadores de processos de melhorias em todos os aspectos.


O projeto, intitulado “Autoavaliação das Escolas: Avaliar para Intervir e Melhorar”, será desenvolvido inicialmente nas escolas municipais Selma Bandeira, Monsenhor Antônio Assunção e Luiz Pedro IV. Em síntese, a proposta consiste em traçar um diagnóstico da escola a fim de identificar seus pontos fortes e fracos. A partir daí, a unidade de ensino desenvolverá planos de ações com o propósito de promover as intervenções necessárias. Ao final da experiência, haverá uma socialização para as demais unidades da rede.
A coordenadora do setor de Avaliação Escolar, Patrícia Calheiros, explica que não se trata de algo pronto. “Temos uma metodologia proposta para o projeto piloto, mas quem vai construir o projeto de autoavaliação é a escola. Será ela quem vai, dentro do seu cotidiano, ter um olhar diferenciado. Com a participação de todos os agentes envolvidos, será possível melhorar”, afirma.
Thiago Guimarães (Estagiário)/ Ascom Semed

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Ciclo de palestras reforça prevenção às drogas e paz nas escolas


Noélia Costa, psicóloga  do Fórum Permanente de Combate às Drogas.
Foto: Mauro Fabiani / Ascom Semed
Teve início na tarde da última quinta-feira (9), na Escola Municipal Anne Lyra, localizada no bairro do Benedito Bentes, o ciclo de palestras sobre a prevenção às drogas e a promoção da cultura de paz nas escolas.

O evento contou com a palestra da psicóloga Noélia Costa, do Fórum Permanente de Combate às Drogas. Ela debateu o uso do crack utilizando como metodologia o jogo Quiz, de mitos e verdades, de forma interativa.
Segundo a técnica pedagógica da Semed Cecília Tenório, o projeto se destina aos alunos dos 6ºs e 7ºs anos do Ensino Fundamental. “A Escola Anne Lyra integra as 18 escolas do Projeto Educação pela Paz e foi convidada a fazer parte do ciclo de palestras com a temática prevenção as drogas para uma cultura de paz”, ressaltou Cecília Tenório.
Noélia Costa, psicóloga  do Fórum Permanente de Combate às Drogas.
Foto: Mauro Fabiani / Ascom Semed
Cecília explica ainda que todas as experiências discutidas nas palestras servirão para produção de um livro com o tema Prevenção às Drogas para uma Cultura de Paz, que será lançado na VIII Bienal do Livro de Alagoas pelos alunos do Ensino Fundamental da rede municipal. A Bienal do Livro acontece no período de 29 de setembro a 8 de outubro no Centro Cultural e de Exposição Ruth Cardoso, localizado no bairro do Jaraguá.
O ciclo de palestras é uma iniciativa da parceria da Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Coordenadoria Geral de Programas Suplementares, e da ONG Maceió Voluntário, Bit Editora e Universidade Integrada Tiradentes (Unit). Conforme a programação, o ciclo de palestras prossegue no dia 15, com a presidente da ONG Maceió Voluntário, Maristela Pozitano, e no dia 21, com o juiz Alonso Filho.
João de Oliveira Filho – Ascom / Semed