terça-feira, 18 de julho de 2017

Parceria entre secretarias oferece educação de trânsito para alunos

Foto: Ascom SMTT
Ao menos 60 alunos, de 2 aos 5 anos de idade, do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Fúlvia Rosemberg participaram de uma manhã interativa, nesta terça-feria (18), voltada para a educação e segurança no trânsito. A parceria firmada entre a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e Secretaria Municipal de Educação (Semed) possibilita a realização de atividades lúdicas com os alunos da rede municipal de ensino.

A ação foi movimentada e os alunos participaram de um imenso painel. No material, as crianças foram estimulados às práticas de segurança e de educação no trânsito. “Houve uma grande interação dos alunos. Percebemos, desde o início, o interesse deles na formação e esperamos contribuir para a educação dos futuros motoristas da nossa cidade”, declarou o diretor de Educação de Trânsito da SMTT, Arthur Otávio Lima.
As ações serão realizadas a cada 15 dias, em diferentes escolas da rede. Em cada etapa do trabalho, além dos alunos, os pais que se interessarem são orientados sobre as questões relacionadas ao trânsito, tanto na condição de pedestre quanto de condutor. A legislação de trânsito é discutida de forma lúdica e interativa com a comunidade escolar.
Ascom Semed/Delane Barros

Centro Municipal de Educação Infantil e Senac desenvolvem parceria

Numa parceria inédita, o Centro Municipal de Educação Infantil Profª Sônia Maria Souza Cavalcante (Cmei), localizado no bairro do Bom Parto, e o Serviço Social do Comércio (Senac), promoveram na manhã desta terça-feira, 18, a culminância do Projeto Integrador Cozinheiro.

Segundo a diretora do Cemei, Arlete Domingos, o projeto teve como objetivo contribuir com a formação dos alunos e futuros profissionais do Senac na elaboração e produção culinária. “Nossa creche foi contemplada pelo Senac no desenvolvimento desse projeto. Disponibilizamos toda nossa estrutura e o cardápio foi elaborado de acordo com as necessidades nutricionais, mediante a avaliação da professora nutricionista da nossa escola”, ressaltou a coordenadora.
Arlete disse também que todo o processo de elaboração do cardápio foi supervisionado pela Coordenação de Alimentação e Nutrição Escolar (Cane) da Secretaria Municipal de Educação, (Semed). “Foram observados pela equipe do Senac os hábitos alimentares na escola, estrutura organizacional da cozinha, produção de refeições e listas de insumos necessários para a execução do cardápio. Na execução foram escolhidas bananinha do mar, nhoque de macaxeira ao molho de melancia, sorvete de banana com farofa doce, bolinho de batata doce recheado com frango, bolo de fubá, entre outros pratos e sabores”, concluiu a diretora.

Para a coordenadora do Cane, Ana Carla Cavalcante todo produto utilizado nos cardápios das escolas municipais são provenientes da agricultura familiar. “Dessa forma estamos fortalecendo os pequenos produtores e contribuindo para a economia local”, complementou Ana Carla.


O projeto também permitiu a elaboração de um livro de receitas: sabores da infância além da doação de utensílios de cozinha ao Centro de Educação Infantil.
João de Oliveira Filho – Ascom/Semed

sábado, 15 de julho de 2017

Educação municipal leva 600 alunos a peça no Teatro Deodoro



Na última sexta-feira (14), 600 alunos de 10 escolas da Rede Municipal de Educação foram ao Teatro Deodoro para assistir à peça “Sonho de uma Noite de Verão”, um clássico do escritor Inglês William Shakespeare. Estudantes do 5º e 9º anos e da Educação de Jovens Adultos e Idosos (Ejai) participaram do momento e se divertiram ao longo da encenação.

De acordo com a coordenadora geral de programas suplementares da Secretaria Municipal de Educação, Edleuza Maciel, a noite se tornará inesquecível para os estudantes. “Nossos alunos estão tendo a oportunidade de conhecer o Deodoro, esse teatro que tem uma representação histórica grande para nós. Tenho certeza de que este momento ficará para sempre na memória deles”, ressalta Edleuza.
Aline Lemos, estudante do 5º ano da Escola Denisson Menezes, conta que foi sua primeira ida ao teatro e que gostou muito da programação. “Estou gostando de tudo. De conhecer o Teatro Deodoro e de estar com meus amigos para assistir à peça. É um dia muito especial”.
A diretora da Escola Municipal Selma Bandeira, Josilda de Lima, afirma que a iniciativa é importante e que os alunos ficaram felizes ao saber da visita. “Nossos alunos da Ejai são privados de muitas coisas, então, quando temos uma oportunidade como essa, abraçamos de imediato”, informou Josilda.
Ascom Semed

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Autismo é discutido em formação da Educação Especial


Formação com professores da Educação Especial.
Foto: Amanda Bezerra (Ascom Semed).

Professores da Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação (Semed) reuniram-se, na manhã desta sexta (14), para refletir e discutir sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). O encontro ocorreu no Centro Cultural Art Pajuçara, com a exibição do filme “O Cérebro de Hugo”.
“O Cérebro de Hugo” é um filme francês que aborda o TEA. É uma história, no formato de documentário, com depoimentos de pessoas com transtorno e, além disso, conta a trajetória dos tratamentos psicológicos e psicólogos que trabalharam com o autismo.
Formação com professores da Educação Especial.
Foto: Amanda Bezerra (Ascom Semed).
Após a exibição do documentário, as professoras Marileide Lins e Ednalda Zu, que atendem alunos com Transtorno do Espectro Autista, apresentaram relatos de experiência.
“Cada aluno tem sua especificidade. Através da observação e registro conseguimos entender suas necessidades para trabalhá-las em seguida. É muito gratificante ver o desenvolvimento do aluno, ouvir aquela primeira frase, ver ele conseguir sentar sozinho, resolver aquela operação matemática e fazer coisas que antes não fazia”, declarou Ednalda, professora da Escola Municipal Jaime Miranda.
Amanda Bezerra (estagiária) / Ascom Semed

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Cmei Luiz Calheiros recebe ações do projeto Escola Alerta


Cmei Luiz Calheiros recebe ações do Escola Alerta.
Foto: Amanda Bezerra / Ascom Semed
Ações de promoção à saúde, educação ambiental e sustentabilidade são as três prioridades do Projeto Escola Alerta, que  em seu terceiro ano de trabalho nas escolas da Rede Municipal de Educação, está expandindo suas práticas para os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis). O pioneiro nesta modalidade foi o Cmei Luiz Calheiros Júnior, que recebeu o programa nesta quarta-feira (12).
Mais de 170 crianças, de 3 a 5 anos de idade, participaram das atividades do projeto, que foram adaptadas para atender aos pequeninos de forma mais lúdica, atendendo ao eixo “Interações e Brincadeiras” das Orientações Curriculares de Educação Infantil, sem perder o foco na mensagem de prevenção às doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, outros insetos e verminoses.
A professora do Cmei, Adriana Leite, falou sobre a importância de trabalhar a prevenção desde cedo com as crianças. “Essas ações já contribuem para a construção da cidadania e para que estas crianças se tornem protagonistas na prevenção à saúde dentro da família, pois tudo que elas aprenderem aqui vão levar para casa e acabam conscientizando seus pais da importância de não deixar o mosquito nascer”, ressaltou.
Cmei Luiz Calheiros recebe ações do Escola Alerta.
Foto: Amanda Bezerra / Ascom Semed
Uma semana antes da ação na escola, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realiza a formação com os funcionários da unidade de ensino para apresentar o projeto e propor que eles façam um plano de ação que será desenvolvido ao longo do ano em conjunto com as outras atividades da escola.
“No projeto contamos com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde, onde são os agentes de saúde e de endemias que vêm a escola fazem oficinas sobre as características do sintomas, a prevenção, os tipos de tratamento. Além do pessoal do Centro de Controle de Zoonoses que trazem uma caixa entomológica e mostram os insetos e os tipos de doenças que eles podem transmitir”, destacou Virgínia Miller, técnica do Setor de Educação Ambiental e Sustentabilidade da Semed.
Cmei Luiz Calheiros recebe ações do Escola Alerta.
Foto: Amanda Bezerra / Ascom Semed
Outros parceiros do projeto são o Ministério da Saúde, que trabalha no combate às verminoses com os alunos, falando sobre os hábitos de higiene do corpo e dos alimentos, e a Superintendência de Limpeza Urbana (Slum), que trabalha a questão do descarte correto do lixo.
Amanda Bezerra (estagiária) / Ascom Semed

Escola Baltazar de Mendonça recebe projeto Guarda Faz Escola



A Escola Baltazar de Mendonça recebeu a 4ª edição do projeto Guarda Faz Escola. Ao longo desta quarta-feira (12), os 500 alunos da unidade participaram de oficinas de teatro, brinquedos, construção de jogos e tiveram palestras sobre as atribuições do Conselho Tutelar, Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e de educação financeira.
A coordenadora do projeto na Secretaria Municipal de Educação (Semed), Cecília Tenório, afirma que as atividades são realizadas com base nas orientações curriculares da Educação de Maceió. “Estas ações foram desenvolvidas e aplicadas em total consonância com as diretrizes curriculares implementadas pela Semed. Elas também contribuem para o aprendizado dos alunos”, ressalta Tenório.
A comunidade do entorno da escola também foi contemplada com serviços de emissão de carteira de trabalho, abertura para seguro desemprego e cadastro no Sistema Nacional de Emprego (Sine). Estas ações foram desempenhadas pela Secretaria Municipal de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes).
O Guarda Faz Escola é uma ação conjunta entre as secretarias municipais de Educação, Assistência Social, Economia, Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente, Turismo, Segurança Comunitária e Convívio Social, Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária e Superintendência de Transporte e Trânsito.
Erick Nogueira – Ascom Semed

Semed realiza formação para secretários escolares



A Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Coordenadoria Geral de Normas e Legislação, promoveu, nesta quarta-feira (12), a primeira palestra do Ciclo de Formação Continuada para Secretários Escolares e Apoio Administrativo das escolas municipais. A formação acontece no auditório da Escola de Governo e Gestão Pública de Maceió (Emgesp) e tem como tema central “Legislação Escolar: um repensar sobre os entraves e avanços”.
Segundo a técnica da Semed, Maria das Graças Silva, o encontro tem como objetivo orientar na organizar de toda escrituração da secretaria escolar. “O regimento escolar norteia os serviços de registro dos alunos matriculados, arquivos e preparação de correspondência escolar”, disse.
Maria das Graças também esclareceu que o histórico escolar e o diário de classe, além de toda documentação dos alunos matriculados nas unidades de ensino, são de responsabilidade da secretaria da escola. “Nessa formação é passada para os cursistas a explicação de como utilizar toda essa documentação de escrituração da escola”, concluiu.
Conforme programação do ciclo de formação, os encontros seguem até o final do ano. Em agosto, a discussão é sobre escrituração escolar, formulários e credenciamento, em setembro será discutida a regularização da vida escolar dos alunos, no encontro de outubro os técnicos da Semed irão tratar do preenchimento do Sistema de Controle e Administração Escola (SisLame), software específico para o controle de matrículas, e em novembro, a discussão aborda as Resoluções do Conselho Municipal de Educação de Maceió.
João de Oliveira/ Ascom Semed